terça-feira, 27 de outubro de 2009

Pérolas da instrução

Muito conhecimento resumido em poucas palavras. Eis algumas citações de alguns instrutores.

Conhecimentos gerais:
"Half the knowledge is know where to find the things."

Echelon turn em formação:
"Put the big thing on the thing."

Voar ILS no HUD com flight director:
"Put the thing, on the thing, on the thing."

Conhecimentos de Meteorologia:
"I have to buy a Prius because the weather will be 5º warmer in 50 years, but I can't know if tomorrow will be good to fly"

Distorção espaço temporal
You flew a 1.5 (hours)? It probably felt like it to the IP!


E algumas dos alunos:

Voo de instrumentos:
Sir? Where are we?

ATC: Proceed direct to Stennis!
Student: Proceeding direct to Stennis. (off radio: where the f*ck is Stennis?!)



É preciso é ter alegria no trabalho.
De volta ao estudo...

sábado, 24 de outubro de 2009

Caro assíduo leitor(a):
Muito se tem passado desde a última vez que demos prova de vida. Assim e para matar a curiosidade aos 3 leitores que por aqui aparecem, enganados pelo motor de busca quando procuram por "imagens censuradas da selecção nacional da Suécia de vólei de praia" (experimentem no google e vejam a entrada 367), passo a relatar o que nós por cá vamos fazendo.

Ora o primeiro ponto de destaque é a viagem à Maquina de lavar, ou vulga Centrifugadora. Afinal, para podermos dar umas cambalhotas com a "menina", sim porque o T-38 afinal é uma Cougar (vejam o endereço para definição Cougar ) Adiante, lá voamos para El Paso e seguimos de carro para Alamogordo no New Mexico. Uma manhã de aulas e à tarde foi o aperto... e que aperto. 4G, 5G, 6G, 7G, 6G. Para o pessoal desentendido, cada G aumenta o peso do corpo em 100% ou seja a 7G quem pesar 100Kg fica com um peso aparente de 700Kg, outra consequência disto é o sangue ir todo para as unhas do pés e não ficar nenhum na cabeça (digo Crânio). Em suma, sobrevivemos e deixámos lá a nossa marca. (quero ver quem é o primeiro a dizer onde está o patch).
Enquanto estivemos por lá, fomos ao parque natural "white sands" que é também em Part-time um campo de tiro de misseis. Recomendo, é bastante bonito, é um deserto de areia branca. Os direitos de imagem são do Ferreira que deu uso a sua e passo a citar: super hiper mega tal e tal câmara fotográfica com mira telescópica e lente óptica olho de peixe. Mas o resultado foi bom.




Seguinte: Futebol Americano. Ya, Ir a um jogo de futebol americano, passar quase 4 horas para ver uma hora de jogo corrido e não perceber nada do que eles andam para ali a fazer, CHECK! Pelo menos as Cheerleaders eram bem "animadas" mas prefiro as do Benfica. Por Falar em Benfica, Ah Granda Benfica este ano é que é! Adiante! Uma coisa que admiro cá é a atmosfera que se vive em qualquer evento. E em todos há sempre publicidade às forças armadas, ora é os aviões a fazer passagens ora é um grupo de soldados a encher quando a equipa sobre um ponto.


Ainda sobre desporto lembrei-me agora que também fomos ver uma prova automóvel do tipo Nascar. Bem, mais ou menos. Esta tinha um princípio semelhante mas era um primo pobre. Uma pista oval de terra em que a única regra para os carros é que tinham que ser feios.




Viagens: Num fim de semana de três dias, fizemos as malas, levantámos dinheiro e siga para Las Vegas! Oh yeah! Lá reunimos forças com o pessoal de Vance e toca a fazer estragos! Qual Ocean's Eleven qual Hangover! Este pessoal juntou o melhor dos dois e quase que a cidade ia à falência. Vá agora a sério, a Casa ganha sempre. Nas slots, a única vez que ganhei 200 por cada 1 tinha apostado 1 cêntimo. Bem sempre é um lucro de 19900%. Las Vegas é de facto uma cidade magnifica onde todo e qualquer vicio pode ser saciado por mais estranho que seja. (e em 20 minutos elas garantem que estão no hotel) Hey, não se esqueçam, visitar Las Vegas. Levem dinheiro.

O dinheiro nesta imagem é photoshop.

Por fim e mais uma vez o pessoal de Columbus agradece à Diana que mais uma vez fez a boa acção de nos enviar noticias da terra mãe. E mais, para que nós não nos distraíssemos da leitura das notícias fez o favor de ocultar as razões de tais distracções.

Hey mas uma técnica básica de combate diz que quando as nossas armas são inferiores às do inimigo temos que combater com maiores números. Seguindo esta teoria...


Diana, Obrigado!

Sya!